Café: devo ou não tomar?

A cafeína presente no café é um estimulante muito potente, disso todo mundo sabe. E todos sabem também que a rotina dos concurseiros é desgastante. Estudar o dia todo ou conciliar trabalho e estudos não é tarefa fácil.

Por isso muitos recorrem ao poder da cafeína para aliviar a sonolência e manter o estado de alerta.

Considerada vilão por muitos, a bebida pode reduzir o colesterol, auxilia no combate a doenças coronarianas, proporciona efeitos antidepressivos, reduz o risco do Mal de Parkison, protege contra o diabetes do tipo 2, desenvolve ação antioxidante e auxilia na prevenção de alguns tipos de câncer.

Tenho certeza que a essa altura você já está pensando: “Perfeito, vou beber café o dia todo”.

Em quantidades moderadas – até 4 xícaras – a cafeína não é prejudicial a saúde humana, desde a gestação até o final da vida, mas é importante estar atento aos malefícios que o consumo excessivo do café pode causar. Existem pessoas que são mais sensíveis aos efeitos de um dos compostos do café, a cafeína, as quais podem apresentar ansiedade, tremores, insônia e mesmo um quadro de pânico.

A ingestão excessiva da cafeína pode gerar problemas de dependência e tolerância. Isso porque ela estimula o sistema nervoso central, provocando a necessidade de doses cada vez mais altas para se obter o mesmo efeito, na maioria das vezes, se manter acordado. Nesta situação, sintomas de abstinência como dores de cabeça, irritabilidade, fadiga, ansiedade e dificuldade de concentração podem surgir quando se interrompe o consumo do café.

Então os concurseiros de plantão, que geralmente já sofrem de ansiedade e algumas vezes até de insônia, devem tomar cuidado com o consumo excessivo de café.

 

O que fazer para evitar o cansaço?

Para quem tem uma rotina muito pesada, o cansaço é natural. Para estar revigorado no dia seguinte é fundamental ter uma boa noite de sono. E para isso a quantidade de horas é fundamental.

Além disso, ter uma alimentação saudável e praticar exercícios regularmente ajuda, e muito, a aumentar a disposição para enfrentar a rotina desgastante.

A cafeína pode sim ser um recurso a mais para potencializar os estudos e melhorar a concentração, principalmente nos dias em que se está mais cansado. Mas é importante ter em mente que ela não é o único pilar necessário para te manter de pé nessa jornada.

Não exceda o recomendado por quem entende do assunto, 4 xícaras (o equivalente a 400-500 mg/dia) por dia são o máximo que deve ser consumido, afinal a cafeína deve ser uma ajuda, e não um fator para te atrapalhar nos estudos.

Para aqueles que não gostam do gosto do café, principalmente quando o sabor é mais forte (expresso), é possível substituí-lo por chá preto, chá verde, chá de erva-mate, cacau em pó, entre outros.

 

Por fim, não exagere na quantidade de café ingerida e mantenha uma rotina saudável para aguentar todo o tempo de preparo até o concurso.

ESTUDE JÁ COM O MATEMÁTICA PASSO A PASSO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *